02/08/2015

A Turma do Beco do Barato (Antologia 70) - 2004


Músicos responsáveis pela realização do primeiro disco independente da cena fonográfica brasileira (nos anos 70) voltam para o estúdio, 30 anos depois (em 2004), e gravam preciosidades que, caso contrário, se perderiam na memória.


 A turma do Beco do Barato está de volta. Almir, Lailson, Marco Polo, Lula Cortês, Dicinho e Ivinho reuniram-se para gravar de novo, trinta anos depois de terem desencadeado um movimento musical underground no Recife, ao qual a imprensa da época prestou pouca atenção. Quem assina a produção é outro veterano do Beco do Barato, Zé da Flauta, em cujo estúdio, Plug, as músicas foram gravadas. 

O Beco do Barato, um bar localizado na Boa Vista, que nos anos 70 foi palco de memoráveis apresentações desta turma não existe mais. Alguns dos músicos também. Uns poucos entraram no barato e encontraram um beco sem saída. Outros não fazem mais música. 

A razão da volta destes remanescentes dos 70 não foi uma crise aguda de nostalgia. O projeto, intitulado Antologia 70 (o disco deve chamar-se O Grande Reencontro, ou A Turma do Beco do Barato), foi idéia de um fã do Ave Sangria, o engenheiro Humberto Felipe (ele chegou participar de um Ave Sangria cover). O produtor cultural Flávio Domingues encampou o projeto e, através da Lei de Incentivo, conseguiu o patrocínio. Dinheiro garantido, foi só fazer a convocação. (Fonte: Udigrudi Recife).

Faixas do Álbum:

01. As Estradas (Lula Côrtes)
02. Vacas Roxas (Phetus)
03. Boi Ruache (Marco Polo)
04. Marginal (Marco Polo)
05. Dois Navegantes (Almir de Oliveira)
06. O Pirata (Marco Polo)
07. Dos Inimigos (Lula Côrtes)
08. Anjos de Bronze (Phetus)
09. Fora da Paisagem (Almir de Oliveira)
10. Dia-a-Dia(Marco Polo)
11. Janeiro em Caruaru-Noturno Nº Zero-Mina do Mar (Marco Polo)


Vídeo da faixa As Estradas de Lula Côrtes: